quinta-feira, 2 de julho de 2009

Burocracia impede crescimento do Parque Industrial do Tortosendo


O presidente da Câmara da Covilhã criticou ontem o excesso de burocracia que tem impedido desbloquear a desafectação de terrenos para a terceira fase do Parque Industrial do Tortosendo.

“A Câmara anda há seis anos atrás de reservas agrícolas e reservas ecológicas para desbloquear a terceira fase deste parque para podermos instalar empresas uma vez que nas duas primeiras já não há terrenos”, disse Carlos Pinto.
“Tem sido feito um esforço por este Governo para atenuar a malha burocrática” mas as leis continuam a criar dificuldades às empresas e aos organismos públicos, disse o autarca apontando o Parque Industrial do Tortosendo como exemplo.
“Não é concebível que uma câmara municipal ande há seis anos atrás de reservas agrícolas e reservas ecológicas para desbloquear a terceira fase deste parque para podermos instalar empresas”, criticou.


Retirado do site: Kaminhos Magazine
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clica nas Mensagens Antigas

Clica nas Mensagens Antigas

Número total de visualizações de página