segunda-feira, 29 de abril de 2013

Mega-agrupamentos













O secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof) afirmou hoje que a criação de mega-agrupamentos vai deixar no concelho de Castelo Branco mais de 200 professores sem horário.
Mário Nogueira falava esta manhã junto à sede do Agrupamento de Escolas Cidade de Castelo Branco, durante uma acção de protesto contra a criação de mega-agrupamentos no distrito e que motivou o encerramento daquele estabelecimento às 08h30, com reabertura prevista para as 10:00.
"O concurso de professores que vai começar amanhã [terça-feira] tem no concelho de Castelo Branco 144 'vagas negativas' [caso saiam, os docentes não serão substituídos] e zero 'vagas positivas'", explicou Mário Nogueira.
O secretário-geral da Fenprof acusou ainda o Ministério da Educação de desrespeitar os dados enviados pelas escolas.
"Por exemplo, na Escola Cidade de Castelo Branco foram declaradas sete vagas positivas e o ministério colocou no quadro zero vagas".
Mário Nogueira referiu à Lusa que os dados divulgados pelo ministério revelam que há "144 professores a mais no concelho. Mas em caso de mega-agrupamento esse número dispararia para mais de 200 docentes nessa situação".
O secretário-geral explicou que as 'vagas negativas' não "existem por haver menos alunos, mas sim por terem acabado com algumas disciplinas, por terem aumentado o número de alunos por turma, porque alteraram os horários lectivos dos professores ou porque encerraram escolas".
A acção de protesto contra os mega-agrupamentos estava prevista até às 10:00 nas escolas e agrupamentos do distrito de Castelo Branco.
No distrito foram criados pela tutela três novas unidades orgânicas: o Agrupamento Nuno Álvares, em Castelo Branco (agrega os agrupamentos Cidade de Castelo Branco e Faria Vasconcelos com a Secundária Nuno Álvares - 2627 alunos), o Agrupamento Amato Lusitano, também na capital de distrito, (reúne o Agrupamento de Escolas João Roiz com a Secundária Amato Lusitano - cerca de 1800 alunos) e, na Covilhã, uma estrutura que agrega os agrupamentos Escolas Paúl e Entre Ribeiras, Escolas do Tortosendo e a Secundária Frei Heitor Pinto, num total de 1.600 alunos.

Retirado de: Lusa/SOL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clica nas Mensagens Antigas

Clica nas Mensagens Antigas

Número total de visualizações de página