sábado, 26 de maio de 2012

Banco Alimentar realiza nova recolha






















O Banco Alimentar contra a fome da Cova da Beira realiza este fim-de-semana, a sua campanha de Primavera de recolha de alimentos.
Este sábado, 26, e domingo, 27, cerca de 500 voluntários estarão envolvidos numa ação que decorre em diferentes superfícies comerciais de Belmonte, Covilhã, Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas, Pinhel, Sabugal, São Romão, Seia, Teixoso, Tortosendo, Trancoso e Vila Nova de Tázem. Serão cobertas 37 lojas.
O Banco Alimentar da Cova da Beira apoia atualmente 42 instituições, na Beira Interior, que apoiam cerca de 4500 pessoas, das quais 930 crianças. E apela ao espírito de solidariedade de todos, “com a certeza de que os alimentos recolhidos na campanha fazem a diferença para um elevado número de famílias” explica em comunicado.
São pedidos, acima de tudo, alimentos não perecíveis, como o leite, óleo e azeite, atum, salsichas, fruta em conserva, feijão, grão, açúcar e farinha. Quem quiser ajudar pode fazê-lo de três formas: com o contributo direto nesta recolha; participando na Campanha Vale, que decore até 3 de Junho ou na campanha online, através do endereço www.alimentestaideia.net/

“Banco alimentar está no limite da ajuda” 
Paulo Pinheiro, responsável pelo Banco Alimentar contra a fome da Cova da Beira, diz ter boas expectativas quanto à recolha. “Sabemos as dificuldades que existem, mas a região tem dado sempre uma boa resposta na dádiva de alimentos” afirma. Pinheiro salienta que há cada vez mais instituições a pedirem apoio, só que “o Banco Alimentar está no limite da ajuda. Há grandes dificuldades em alargarmos o apoio a outras instituições com as quais não estejamos ainda protocolados” afirma.
O responsável reconhece que em cenário de crise as ajudas diminuem, nomeadamente por parte das empresas, e que só não existem ruturas de stocks face aos pedidos porque “fazemos um racionamento do que temos. E as instituições também têm que escolher entre ajudar quem precisa, ou quem precisa mesmo” salienta. Paulo Pinheiro não tem dúvidas, porém, que se o Banco acudisse a todas as situações, “grandes ou pequenas, o stock não chegava”.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clica nas Mensagens Antigas

Clica nas Mensagens Antigas

Número total de visualizações de página